Ministro Aloysio Nunes, só faltou dizer “Obrigado, Maduro”

Instituto Liberal Publicado em 15/01/2018

Por pelo menos dez dias, o brasileiro Jonatan Diniz, de 31 anos, esteve preso pela ditadura venezuelana. O pecado de Jonatan? Ele demonstrou a carência provocada pelo bolivarianismo na Venezuela ao se esforçar por supri-la – e isso o tiranete Nicolás Maduro e sua casta repugnante não puderam perdoar.

Leia mais no Instituto Liberal.