“Diário do Centro do Mundo” conta mentira sem vergonha sobre João Amoêdo

Instituto Liberal Publicado em 01/03/2018

Em fins de 1945, o brigadeiro Eduardo Gomes, representando a UDN, os tenentistas traídos e as principais forças políticas que se opunham ao Estado Novo, disputaria a eleição contra o general Eurico Gaspar Dutra. Em gesto de equívoco político, Gomes teria dito em 19 de novembro que não precisava dos votos “desta malta de desocupados que apoia o ditador” para se eleger presidente.

Leia mais no Instituto Liberal.