Socialismo racista ameaça a África do Sul

Instituto Liberal Publicado em 11/03/2018

O injustificável regime do apartheid terminou em 1994. Os anos de divisões raciais, entretanto, deixaram sequelas. Não há como negar a extrema dificuldade de enfrentá-las e é sabido que o famigerado “milagre da reconciliação” de Nelson Mandela não criou nenhum paraíso na África do Sul. Alega-se que os fazendeiros brancos, os africâneres ou bôeres, ainda detêm mais de 70% das terras, e muitas delas foram originalmente obtidas através de roubos de proprietários negros.

Leia mais no Instituto Liberal.