STF e voto impresso: o que podemos fazer?

Instituto Liberal Publicado em 13/06/2018

Nossos sentimentos e desconfianças, a vontade objetivamente expressa pela sociedade, através do Poder Legislativo, de ter um sistema auditável, de instalar a impressão nas urnas, estabelecida e acordada há nada menos que três anos e em linha com muitos dos países mais desenvolvidos do mundo – tudo isso foi simplesmente desprezado pelo Supremo Tribunal Federal. A sra. Cármen Lúcia e seus tiranetes togados, indicados quer pela extrema esquerda na era lulopetista, quer por presidentes oriundos do assim chamado establishment, preferiram se arrogar a função de promotores do “progresso das instituições” e decretar que a decisão soberana de outro poder da República seria apenas um “retrocesso”.

Leia mais no Instituto Liberal.